História

O desejo de criar uma entidade que os representasse e que encampasse suas lutas fez com que um grupo de professores Centro Federal de Educação Tecnológica do Paraná (Cefet-PR) se reunisse para discutir a criação de um sindicato. O encontro, que aconteceu no dia 8 de novembro de 1991, culminou com a fundação da Seção Sindical dos Docentes do Cefet-PR, a Sindocefet-PR.

A primeira Assembléia Geral da entidade ocorreu em 5 de dezembro de 1991, já tendo como presidente o professor Moacyr Molinari Neto, eleito para a Diretoria Provisória da Seção Sindical. Em 1993, Molinari deu posse ao primeiro presidente escolhido por eleições diretas pelos filiados, o professor Univaldo Zapp.

Aos poucos, o sindicato foi crescendo, ampliando o número de filiados e buscando envolver cada vez mais a categoria docente na luta por melhores salários e condições de trabalho. Nesse sentido, foram marcantes as greves empreendidas pelos professores, a exemplo de greve de 1992, que protestou contra a completa desvalorização do serviço público durante o governo Collor.

Ao longo de sua história, a entidade participou de inúmeras manifestações, greves, paralisações e outras ações em defesa dos professores. Entre as conquistas alcançadas, está a garantia de direitos como a manutenção da isonomia de tratamento entre aposentados e ativos e a manutenção da aposentadoria integral, bem como as melhorias salariais.

Além do envolvimento político, a Seção Sindical procura também estimular a comunidade a debater temas de grande relevância social, com a realização de seminários, debates, palestras, entre outros eventos que visam discutir, assuntos relacionados à cidadania, à melhoria e valorização da educação pública, ao combate à violência, entre outros.

A Seção Sindical sempre procurou acompanhar o crescimento do Cefet-PR a fim de ampliar a representação dos professores. Dessa forma, nasceram os núcleos sindicais com representantes em Campo Mourão, Cornélio Procópio, Medianeira, Pato Branco e Ponta Grossa, cidades onde foram instaladas as primeiras unidades do Cefet-PR.

Em 2005, o Cefet-PR foi transformado em Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR) e verificou-se que também era necessário que a Seção Sindical se adaptasse à nova realidade institucional. Em uma assembléia realizada em fevereiro de 2006, ocorreu a mudança da logomarca e do nome da entidade que passou a se chamar Seção Sindical dos Docentes da Universidade Tecnológica Federal do Paraná (SINDUTF-PR).

No início de 2007, ocorreu o 1º Congresso da SINDUTF-PR, que alterou o regimento da Seção Sindical, buscando adequar-se às mudanças que estavam ocorrendo na UTFPR.

Vinculação ao ANDES-SN

Desde o início da sua história, a Seção Sindical esteve vinculada ao ANDES-SN, entidade fundada em 1981, em pleno regime militar, com o nome de Associação Nacional dos Docentes do Ensino Superior. Após a promulgação da Constituição Federal de 1988, tornou-se Sindicato Nacional dos Docentes das Instituições de Ensino Superior.

Autônomo em relação a partidos políticos, o ANDES-SN é mantido pela contribuição voluntária de seus sindicalizados, sem qualquer taxa sindical compulsória. Atualmente, conta com mais de 72 mil sindicalizados de instituições de ensino superior federais, estaduais, municipais e particulares, e é representado em todo o território nacional por meio de seções sindicais, sendo 62 federais, 31 estaduais, cinco municipais, nove particulares e duas multiinstitucionais.

PRESIDENTES DA SINDUTF-PR
1991-1993: Moacir Molinari Neto
1993-1995: Univaldo Zapp
1995-1997: Jazomar Vieira da Rocha
1997-1999: Ivo Pereira de Queiroz
1999-2001: Luiz Allan Künzle
2001-2003: Edson Domingos Fagundes
2003-2005: Silvana Heidemann Rocha
2005-2007: Nanci Stancki Silva
2007-2009: Nanci Stancki Silva
2009-2011: Edson Domingos Fagundes
2011-2013: Ivo Pereira de Queiroz
2013-2015: Ivo Pereira de Queiroz
2015-2017: Edson Domingos Fagundes
2017-2019: Edson Domingos Fagundes (gestão atual)