Professores aprovam paralisação de 48 horas para os dias 2 e 3 de outubro


Os docentes da Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR) aprovaram na tarde da última quarta-feira, dia 25 de setembro, a adesão à Greve Nacional da Educação nos dias 2 e 3 de outubro. A paralisação terá duração de 48 horas e foi convocada pelas centrais sindicais do setor como forma de lutar contra os cortes na educação pública, o programa Future-se e a Reforma da Previdência. 

Na assembleia da categoria, que ocorreu na sede Centro do câmpus Curitiba, os presentes discutiram estratégias de mobilização para os dois dias. O grupo definiu uma comissão responsável por organizar uma assembleia comunitária para discutir o tema, que será realizada com a participação de estudantes e servidores-técnico administrativos no dia 2 de outubro. 

Os professores também discutiram uma proposta de intervenções no pátio da Sede Centro do Câmpus Curitiba e conversas nos departamentos para mobilizar a base para importância de resistir aos ataques do governo. “Temos que agir para mostrar que temos força enquanto categoria e que o governo federal não pode tratorar nossos direitos e o caráter público da universidade”, disse, na ocasião, o presidente da Seção Sindical dos Docentes da UTFPR, o professor Lino Trevisan. 

Um ato unificado em defesa da educação está marcado para o fim do dia 3 de outubro, na Praça Santos Andrade. Como nas outras manifestações em defesa da educação, estudantes, professores e servidores técnico-administrativos devem fazer uma caminhada partindo da sede Centro em Curitiba. Outros protestos estão marcados nos demais câmpus da UTFPR. 

A programação para os dois dias de greve na UTFPR será divulgada em breve.