Professores da UTFPR decidem nesta quarta-feira se irão aderir à greve geral de 14 de junho


Os docentes da Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR) decidem nesta quarta-feira, dia 5 de junho, se participam da greve geral unificada, convocada pelas centrais sindicais para o dia 14 de junho. A assembleia que irá debater o tema está marcada para começar às 17h30, na sala N 007.

A Greve Geral foi organizada como um ato de resistência contra a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 6/19, da Reforma da Previdência, proposta pelo Ministro Paulo Guedes. “O governo Bolsonaro diz que o Brasil precisa da reforma da Previdência. Isso é a maior fake news. O país precisa que o governo cobre os devedores do INSS, pare de pagar a Dívida Pública e entregar dinheiro para banqueiros. Eles querem acabar com a aposentadoria, com o futuro dos nossos filhos, para entregar dinheiro para os bancos. Por isso, afirmamos, não tem negociação com essa reforma. Precisamos ampliar nossa mobilização e derrotar essa reforma na íntegra”, avalia Luiz Carlos Prates, representante da CSP-Conlutas, central a qual o Andes-SN é filiado.

Além de votar sobre a adesão à greve geral, os professores da UTFPR também devem aprovar os nomes dos delegados a serem enviados para o 64º Congresso do Andes-SN. A edição deste ano ocorre 11 e 14 de julho, em Brasília, no Distrito Federal. Os docentes de Curitiba que comparecerem à assembleia terão as faltas justificadas Diretoria de Graduação e Educação Profissional do Câmpus.

Assembleia para decidir se docentes aderem à greve geral de 14 de junho

Quando: 5 de maio de 2019, às 17h30

Onde: Sala N 007, da Sede Centro do Câmpus Curitiba, na Av. Sete de Setembro, nº 3.165.